blog

blog

sábado, 16 de dezembro de 2017

Chefe do Executivo do Crato é outorgado com Comenda Hermes Parahyba durante elevação da Comarca do Município à Entrância Final


O Poder Judiciário do Estado do Ceará comemorou, ontem, sexta-feira 15 de dezembro, a elevação da Comarca do Crato à Entrância Final. A solenidade, que teve a participação do presidente do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargador Gladyson Pontes, do governador Camilo Santana, do presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque, e do Chefe do Executivo Cratense Zé Ailton Brasil, foi realizada no Fórum Hermes Parahyba, no Município.

A abertura contou com a apresentação do Pequeno Coral da Sociedade de Cultura Artística do Crato (SCAC), do qual o governador participou quando criança.

Durante a celebração, os três chefes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário foram agraciados com a comenda Hermes Parahyba, destinada a pessoas que tenham contribuído para o bom andamento dos trabalhos na Comarca do Crato. Também foram homenageados o prefeito Zé Ailton de Sousa Brasil, e o desembargador Teodoro Silva Santos.

O Governador Camilo Santana ressaltou a satisfação de estar participando desse valoroso momento. A merecida elevação da comarca do Crato. “Quero reiterar que eu como servidor público, filho do Crato, estou muito feliz. Com muito diálogo temos procurado construir os caminhos para garantir que o Ceará continue crescendo, e acima de tudo com justiça para as pessoas mais necessitadas que precisam tanto do apoio do poder público”.

O prefeito Zé Ailton Brasil, agradeceu e reafirmou a parceria com o Governo do Estado que se mantem, incansavelmente, engajado nas melhorias para a cidade do Crato. “Esse é mais um grande momento de incentivo para que possamos cuidar da nossa querida cidade. Esse é um reconhecimento mais do que merecido pelo trabalho que a comarca do Crato realiza”.

A Comarca do Crato foi fundada em 27 de junho de 1816, por determinação do Rei Dom João VI, completando 201 anos em 2017, sendo a unidade judiciária mais antiga do Interior do Estado. Elevada à Entrância Final por meio da Lei Estadual 16.397, de 14 de novembro de 2017, que entra em vigor a partir do dia 15 de janeiro de 2018. A elevação foi definida após emenda da Assembleia Legislativa, que aprovou a matéria no dia 31 de outubro.

Portal da Câmara Municipal do Crato está entre os mais bem avaliados do Cariri


O Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará (TCM/CE) aponta o portal da Câmara de Vereadores do Crato como um dos mais transparentes do estado. Anualmente o TCM/CE analisa informações presentes nos portais online, de Prefeituras e Câmaras, e estabelece o Índice de Transparência Municipal. 
A nota de cada portal é obtida pela soma dos requisitos para cumprimento da transparência pública, determinados nos Ofícios Circulares n.º 043/2015 e 
n.º 044/2015. Os itens analisados estão organizados em: Endereço Eletrônico, Transparência da Gestão Fiscal (instrumentos, despesas e receitas) e Acesso às Demais Informações. 
Com nota 8,75, o portal de transparência da Câmara do Crato figura entre os cinco melhores avaliados da região do Cariri. O valor é o mesmo pontuado para o portal da Prefeitura do Crato. 
De acordo com o presidente da Câmara, Florisval Coriolano (PRTB), medidas corretivas serão tomadas: “não somente para elevar o índice estabelecido pelo Tribunal de Contas dos Municípios, mas para ampliarmos a transparência da nossa gestão a frente do Poder Legislativo cratense”. 
Dentre os aspectos positivos encontrados pelo TCM/CE no portal da Câmara do Crato estão o Relatório de Gestão Fiscal; procedimentos licitatórios realizados; disponibilidade de informações no site, entre outros. A avaliação ainda destaca a transparência da gestão fiscal na qual a Câmara do Crato pontuou positivamente em todos os sete itens.
(Assessoria de Imprensa)

Cartão Mais Infância é lançado no município do Crato


O Governo do Estado do Ceará, lançou na manhã de ontem, 15 de dezembro, em Crato, o Cartão Mais Infância. Foi o primeiro município da Região do Cariri a receber esse benefício, e Mais de 700 famílias estão sendo agraciadas.

O evento, realizado no auditório da Escola Profissionalizante Violeta Arraes, tem como parceira a Prefeitura do Crato, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS).

O Cartão Mais Infância é um benefício de transferência de renda para famílias cearenses com crianças de 0 a 5 anos e 11 meses que se encontram em situação de extrema vulnerabilidade social. A iniciativa é mais uma ação do Programa Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama do Estado, Onélia Santana, que já realizou diversas ações com foco no desenvolvimento infantil, contemplados nos pilares Tempo de Aprender, Tempo de Brincar e Tempo de Crescer.

Nesse contexto, os beneficiados serão contemplados com uma transferência de renda e terão prioridades nos encaminhamentos de políticas públicas ligadas à assistência, trabalho, educação e saúde.

Na ocasião, o prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil, enalteceu o trabalho social que a primeira-dama vem desenvolvendo no Estado, onde segundo ele, envolve muito amor e dedicação àqueles que necessitam de maiores cuidados. O prefeito cratense destacou algumas conquistas do município através da parceria com o Governo do Estado. “O Crato, a cada dia, vem conquistando mais melhorias, mais investimentos. Queremos tornar o Crato uma cidade onde todos possam admirar as vitórias”, ressaltou.

Em sua participação, Onélia Santana agradeceu a todos, em especial ao prefeito Zé Ailton por estar trabalhando em prol da população cratense, e explicou as ações, benefícios e as condições para as famílias receberem o Cartão Mais Infância. “É muito bom ter um prefeito com esse entusiasmo e vontade de querer trazer melhorias para o município”, destacou.

Algumas das mães das famílias que participaram do lançamento, enalteceram a chegada de mais um benefício para auxiliar no crescimento dos filhos, o que segundo elas, dá um suporte para que as crianças tenham garantias na saúde, educação e assistência.

Também prestigiaram o lançamento, o Secretário Adjunto do Gabinete do Governador, Fernando Santana; a Secretária Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social, Águeda Duarte; o Secretariado Municipal; representantes da Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede) 18 e 19; e do Legislativo cratense

Enxame de abelhas deixa 20 feridos na Chapada do Araripe


Um grupo de Bombeiros Civis (brigadistas) que participavam de treinamento na Floresta Nacional do Araripe, entre os municípios de Crato (CE) e Exu (PE), foi atacado por um enxame de abelhas. Pelo menos 20 a 25 pessoas sofreram o ataque, sendo que 10 deles deram entrada em estado grave no Hospital São Francisco, no Crato. Nenhum deles corre risco de morte.
O ataque aconteceu por volta das 9 horas deste sábado (16), quando os participantes abriam trilha na floresta e se depararam com o enxame de abelhas. O Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados para o local e realizaram os primeiros socorros nas vítimas. Alguns deles já apresentando elevado grau de alergia à picada de abelha. De acordo com o tenente Oriel, do Corpo de Bombeiros de Juazeiro do Norte, todas as vítimas passam bem.

Crato será contemplado com construção de Escola de Ensino Médio


O vice prefeito do Crato, André Barreto esteve ontem, sexta-feira, 15, em Fortaleza, em cerimônia realizada no Palácio da Abolição onde o governador Camilo Santana recebeu o ministro da Educação, Mendonça Filho, para anunciar a liberação de R$ 51 milhões voltados à construção de novas escolas em Fortaleza e no Interior, além de reformas em equipamentos da rede estadual de ensino, aquisição de computadores e equipamentos de climatização. Os recursos são do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, e o secretário da Educação, Idilvan Alencar, também participaram da solenidade.

Na ocasião, foram assinados documentos para construção de mais cinco escolas em municípios cearenses: duas destas são Escolas de Ensino Profissional (Fortaleza e Cedro) e outras três são unidades de Ensino Médio (em Fortaleza, Cariús e Crato, que será no distrito de Santa Fé). Está destinado um montante de R$ 29.573.890,58 para as construções. Além das novas unidades, 17 escolas de 17 cidades receberão reformas estruturais, somando investimento de R$ 22.171.774,62.

(Com informações do Governo do Estado)

HOJE TEM RAP NA 9ª GUERRILHA

21h: SHOW IRMANDADE RAP (Crato-CE), DEXTAPE (Juazeiro-CE) e CLAVES & ROSAS (Crato-CE)

LOCAL: HOSTEL CARIRI
Av. Perimetral Dom Francisco, 1039
São Miguel, Crato-CE (em frente à AABB)

INGRESSOS:
PQP - PAGUE QUANTO PUDER
[16/12 16:49] ‪+55 88 9949-8972‬: SÁBADO, 16/12, NA GUERRILHA!!!

20h30: TOQUE-ME (16 anos, 50min, Dança-Teatro, Coletivo Dama Vermelha, Juazeiro-CE)

______
LOCAL: TEATRO DO INSTITUTO CULTURAL DO CARIRI
Av. Maildes de Siqueira, S/N, Pimenta (em frente à ExpoCrato)

INGRESSOS:
Inteira R$ 10,00 | Meia R$ 5,00

______
A Guerrilha do Ato Dramático é movimento que se insere no contexto do debate e luta em defesa de políticas públicas inclusivas e sintonizadas com os movimentos sociais libertários.

Artista plástico abre galeria para divulgar suas obras

Wescley abriu a Galeria de Arte Braga, na cidade de Sobral, com exposição de pinturas em tela, gravuras, aquarelas e esculturas com sua assinatura ( Foto: Marcelino Júnior )
Sobral. O artista plástico Wescley Braga, 30, assim como muitos que encontram na arte sua maior forma de expressão, despertou cedo para o universo das cores e pincéis. Em seus primeiros passos, o lápis e o papel foram as ferramentas utilizadas para que pudesse reproduzir, com traços vigorosos, não apenas cenas do cotidiano, mas todo tipo de imagem ou sensação que lhe viesse à cabeça em plena fase de descobertas e experimentos da adolescência e juventude, tão comuns a qualquer pessoa.
Na medida em que os desenhos avançavam em qualidade e técnica, assim como as pinturas se faziam cada vez mais presentes, o contato com artistas locais abriu novas possibilidades e experimentos com outros materiais. Mas foi em 2010 que Wescley mergulhou fundo nas artes plásticas, ao expor, pela primeira vez, suas obras num coletivo que reunia diversos nomes do cenário artístico e cultural de Sobral, no Norte do Estado, onde Wescley mora.
Evolução
A oportunidade de ver suas obras expostas na Casa da Cultura de Sobral pôs o jovem artista em sintonia direta com toda a produção no Município. A troca de experiências abriu um leque de possibilidades, de parcerias e incremento de sua própria produção, que foi evoluindo, ao longo dos anos, se desdobrando em técnicas variadas que vão desde a pintura em tela com acrílico até os trabalhos em aquarela.
Wescley também mantém ativa a produção de gravuras e esculturas, que consolidam seu acervo. "Ao longo dos anos, eu fui diversificando meu trabalho, como qualquer artista. A experimentação de novas técnicas e materiais traz diversidade e amplia as possibilidades de descobertas, tanto para quem produz arte, quanto para quem a aprecia, em todas as suas formas de expressão", afirma.
Desafio
A partir da primeira exposição, Wescley Braga encontrou caminho fértil para seguir firme na carreira, conquistando seu espaço em exposições coletivas e individuais, consolidando de vez seu nome entre artistas e apreciadores de suas obras. "Por meio de várias exposições, eu fui ficando conhecido no meio, sempre mostrando novos trabalhos a cada ano, conquistando a atenção das pessoas, que até hoje me dão um retorno positivo sobre a minha produção", ressalta o jovem artista, que neste mês de dezembro se lançou em seu mais novo desafio: ter seu próprio espaço para expor suas obras.
Wescley abriu a Galeria de Arte Braga, com exposição de pinturas em tela, gravuras, aquarelas e esculturas com sua assinatura. Com entrada gratuita, recebe pessoas de terça a sexta-feira, das 14h às 18h. "Hoje, eu posso dizer que vivo da arte. E a proposta da galeria é dar continuidade ao trabalho, realizando um papel maior no que diz respeito à comercialização", reforça.
Espaços
Sobral oferece espaços públicos para apreciação das artes plásticas, representado pela Casa da Cultura; Pinacoteca de Sobral; pela Galeria ExporArt, instalada no shopping da cidade; além do Instituto Escola de Cultura, Comunicação, Ofícios e Artes (Ecoa), instituição central responsável pela formulação e implementação de ações culturais no Município.
"Esses espaços são muito bons, mas montar essa galeria, sendo a primeira particular na cidade, é um ato de coragem e desejo de inovação no que acredito", diz Wescley, que tem obras em instituições e prédios públicos da cidade.
Segundo Eriberto Florêncio, gerente da Célula de Museus e Patrimônio do Município, os artistas locais, como Wescley, têm o apoio que necessitam para desenvolver suas atividades, quer seja coletiva ou individualmente. "Sobral dispõe de uma agenda permanente de visitação a espaços institucionais voltados às artes plásticas, com exposições permanentes, como é o caso do Museu Madi, ou temporárias, abrindo esse espaço às obras locais e de outras cidades e países. Nossa Pinacoteca, por exemplo, tem uma demanda de até 800 visitantes por mês, sendo 60% desse público de outras cidades e regiões", reforça o gerente.
Interação
Eclético, Wescley Braga permite expressar sua arte sobre temas diversos, onde se insere a sociedade humana, sempre representada em telas coloridas. Algumas delas apresentadas com orgulho em sua última exposição individual, O Homem do Século XXI, de maio a julho deste ano, na Galeria Sesc-Iracema, em Fortaleza. Este último trabalho, ainda recente para ele, traz reflexões a respeito do modo de vida da humanidade, que experimenta a realidade deste século. O enfoque, segundo o autor, abre possibilidades para indagações sobre o uso da tecnologia na influência das relações humanas.
Na ótica de Wescley Braga, o ser humano é representado em diversos aspectos, chegando, até, a se misturar fisicamente com os equipamentos que servem de extensão aos seus desejos por comunicação, entretenimento, afeto, enfim, ações básicas do cotidiano. A solidão, contida na busca por si mesmo, também se reflete na forma como o artista representa esse homem, influenciando pelo meio; o que levanta questões sobre até que ponto a tecnologia serve de base para a construção social do homem do século XXI.

Produto do fruto cambuí caem no gosto do Cariri

As inovações no uso do cambuí geram uma grande variedade ( Fotos: Antonio Rodrigues )

José Araújo Marôpo conta que voltou a ter contato com o fruto por meio de um projeto que pesquisa o valor econômico de algumas plantas na Chapada do Araripe
Crato. No quintal de Zé de Doda, o mato cresceu e formou um pé que passa despercebido na Chapada do Araripe, pelo menos, até o mês de fevereiro. É durante a quadra chuvosa - de fevereiro a maio - que o cambuizeiro, planta nativa, dá seus frutos. O sabor doce e, ao mesmo tempo, travoso do cambuí começa a cair no gosto do Cariri. Muito disso acontece pelas mãos de José Araújo Marôpo e Maria Tereza Praxedes.
O casal criou uma linha de produtos a partir da fruta que começou a gerar renda e ampliar o alcance na região do Cariri. Tudo começou com o vinho, criado em 2006, a partir de uma experiência de Marôpo, que é agrônomo. Depois, veio a cachaça. Mas Tereza resolveu aproveitar, além da polpa, a casca e as sementes. Então, surgiram a geleia, doce, licor, vinagre, mousse, bolo, cocada e até álcool produzidos do cambuí.
Marôpo conheceu a fruta aos 7 anos, quando seu pai subia a Serra para caçar abelhas. "Eu achava era bom que, enquanto ele estava ocupado, eu ficava chupando cambuí", lembra. Muitos anos depois, ele volta a ter contato com o fruto por meio de um projeto que pesquisa o valor econômico de algumas plantas na Chapada do Araripe.
"Uma senhora disse que fazia vinho, misturando no liquidificador e colocando cachaça. Apesar de ficar gostoso, não era vinho porque não obedecia todo o processo. Aí, pedi uma apostila de 16 páginas, explicando passo a passo a criação da bebida. Aqui não tinha nem a levedura, tive que comprar meio quilo do Rio Grande do Sul. Com 20Kg de cambuí, fiz os primeiros vinhos", explica Marôpo. No ano seguinte, fez os primeiros 30 litros de vinho. Seus amigos experimentaram e gostaram. Hoje, ele produz cerca de três mil litros ao ano. "Tudo o que a gente tem sai do bolso da gente", conta. O próprio agrônomo fez o equipamento para fermentação e destilação. "São duas panelas de pressão de 10 litros, comprei conexões e canos de cobre, fiz a serpentina e funcionou. Já tô fazendo outro", completa.
A curiosidade de Marôpo fez com que ele realizasse experiências com outras frutas nativas e comuns em feiras locais. "Sou curioso, gosto da pesquisa. Semana passada, destilei cachaça de caju, pelo mesmo processo da cana. Saiu com quase 40% de volume álcool. Mas vou testar também no abacaxi. Gosto de testar essas coisas. Isso tudo veio da minha cabeça", conta. Seu plano agora é criar a cerveja de cambuí para o ano que vem.
Ampliação
Ao ver Marôpo amassar o cambuí e tirar a polpa, Maria Tereza resolveu tentar fazer alguma coisa com a casca, pois achava aquilo um desperdício. Começou separando a fruta verde, que não se mistura com a roxa, madura, utilizada no vinho. "Às vezes, ele jogava fora o cambuí verde. Resolvi guardar e deixar no freezer. Com ele, vou fazendo a geleia, pois, quando cozinha, fica vermelho. Eu misturo e não tem problema nenhum. No começo, sem saber, errei não sei quantas vezes e me queimei", lembra.
Depois da geleia, criada em 2014, veio o licor, também utilizando a casca. Em seguida, foram surgindo outros produtos, como o bombom de chocolate, vinagre, mousse, sorvete, picolé, suco e bolo. "Hoje, eu aproveito tudo. Até a semente dá para fazer o óleo, mas a gente cria umas mudas. Ainda vou aprender a fazer a bala. Mas dá também sequilho, biscoito. Tem dia que vou até 2 da manhã com esse chiado das panelas", brinca.
O dinheiro apurado é reinvestido, já que, hoje, tudo é feito de forma artesanal, em casa. "Comecei com balde de 20l, depois 50l e 100l. Hoje tem barril de 200l. Tem outros dois barris de carvalho europeu para envelhecimento do vinho", conta Marôpo. O sucesso maior vem da geleia, do vinho e da cachaça. Mas o vinagre começa a ganhar espaço junto com o doce de leite com geleia cambuí. Mas tudo ainda é comercializado sob encomenda, nas feiras orgânicas ou na residência do casal.
Patente
O vinho de cambuí e toda cadeia produtiva da fruta foram patenteadas pelo agrônomo. O resultado foi deferido no dia 8 de setembro deste ano. Isso assegura a Marôpo que outra pessoa não registre os produtos e o impeça de trabalhar com eles. Além disso, ele firmou uma parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae-CE) para conseguir o certificado de produto orgânico. "Eu sei que o vinho é orgânico, mas o consumidor vai pedir uma prova, o selo", afirma.
Cambuí
Encontrado em Nova Olinda, Barbalha e, principalmente, Crato, Santana do Cariri e Jardim, o período de floração do cambuí começa em dezembro. No entanto, no Ceará, também pode ser encontrado na Serra da Ibiapaba. Por ter um sistema radicular muito profundo, a planta, que possui de 4 a 7 metros de altura, consegue chegar até a água e ter maior vitalidade. Ele é muito consumido naturalmente na Chapada do Araripe, já que é encontrado com muita facilidade. Alguns donos de bares colocam a fruta na cachaça e triplicam seu valor, outros fazem suco e picolé.
Por outro lado, o cambuí se extinguiu em alguns municípios, como Porteiras e Missão Velha. Segundo as pessoas mais velhas, havia muitos pés da fruta por lá, mas a degradação por conta da produção de lenha e plantação de capim acabou com eles. "Mas, hoje, não se fala em cortar um cambuí perto da serra porque o pessoal não deixa. Ele criou valor econômico. Os próprios moradores abrem, roçam, para ficar melhor de florar, frutificar e colher", garante Marôpo.
"Inclusive, hoje já tem muita gente plantando e vendendo. Reproduzindo. Se tornou um gerador de renda. Gente que traz na feira, coloca barraca no Centro ou perto do canal. É vapt-vupt. Chegou, não demora. O pessoal gosta muito, até porque o cambuí é hipoglicemiante e antidiabético", acrescenta o agrônomo, que compra cambuí de extrativistas da Chapada do Araripe por R$ 1,70, o quilo.
É o caso do agricultor José Antonio dos Santos, o Zito, morador da comunidade de Cajueiro, em Santana do Cariri. Nascido e criado em cima de Serra do Araripe, ele começou a chupar cambuí no mato e depois se acostumou a colher para a venda. "A gente junta os baldes. Aqui, todo mundo colhe e leva para o Crato", conta. A expectativa do agricultor é que, com o "inverno", os pés de cambuí vão encher. Isso movimenta a comunidade, que, mesmo sem vender, consome a fruta. "É um quebra-galho. Se levar para o mercado, todo mundo vende. A gente vende em grosso. Leva 15, 20 baldes. Mas o povo busca mais para chupar", acrescenta o agricultor.
Outras frutas nativas da Chapada do Araripe começam a ganhar utilização local, como murici, araçá, bacupari e mangaba, dos quais também são feitos geleias, doces e balas. A mangaba é levada para Recife (PE), onde é consumida com frequência como suco. No Cariri, já não tem a mesma popularidade.
"O pessoal não tem essa ideia de processar. É muita acomodação. Algumas pessoas já estão despertando e fazendo. Era para ser desenvolvido, na própria Chapada do Araripe, um projeto para o pessoal fazer suco, geleia, picolé e movimentar a economia local. Hoje, são considerados produtos geradores de renda e o pessoal está começando a cuidar", acredita Marôpo.
Mais informações:
Associação dos Produtores Orgânicos do Cariri Cearense (Aprorce)
Telefones: (88) 9 9803-4640 / 9 9205-8365 / 9 8867-8384
R. Mons. Fco de Assis Feitosa, 295

DEM filia Danilo Forte e prega protagonismo

Danilo Forte discursa cercado por lideranças locais e nacionais da legenda. O DEM é o terceiro partido que o recebe em pouco mais de dois anos ( Foto: José Leomar )

O deputado federal Danilo Forte, ex-PSB, se filiou ao Democratas (DEM), ontem, em evento na Assembleia Legislativa, que contou com a participação de lideranças nacionais da legenda, além das presenças do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, do PDT, e de seu vice, Moroni Torgan, vice-presidente do DEM no Ceará. O partido tem como objetivo, a partir de agora, fortalecer sua participação nos 184 municípios do Estado e ser protagonista no processo eleitoral do próximo ano.
A tendência é que a legenda mantenha apoio a eventual candidatura do governador Camilo Santana (PT) à reeleição. Sinal disso é que o chefe do Poder Executivo no Ceará esteve reunido com lideranças nacionais do DEM na noite da última quinta-feira (14), debatendo assuntos políticos e eleitorais. Na solenidade de filiação, ontem, o presidente do partido no Estado, Chiquinho Feitosa, destacou o apoio que a legenda tem dado ao Governo do Estado e à Prefeitura de Fortaleza.
"Estamos envolvidos no processo de sucessão do Governo do Estado. Nosso partido está aliado à Prefeitura de Fortaleza e ao Governo do Estado, sempre no sentido propositivo de contribuir, porque é esse o nosso propósito para desenvolver nossa cidade e nosso Estado. Isso é fundamental", disse Feitosa.
Ainda em seu pronunciamento, o dirigente sustentou que a sociedade não pode abandonar a política e, por isso, seria importante o ingresso de figuras como Danilo Forte na legenda, visto que deve somar ao DEM com novas ideias. Segundo ele, o partido está se preparando para construir chapas fortes para deputado federal e estadual.
Administração
Vice-prefeito de Fortaleza e vice-presidente do DEM, Moroni Torgan, em discurso, destacou o empenho do prefeito Roberto Cláudio na administração da capital cearense, o que tem feito dele um exemplo de administrador para os demais municípios. De acordo como o democrata, o distanciamento popular da política não é saudável, uma vez que, conforme defendeu, é ela quem define a vida de uma Nação.
"Os homens e mulheres de bem têm que saber de política. Nós amamos a democracia, as famílias e nosso País. Tenho certeza que vamos ter mais um irmão que batalha muito pelo Estado", afirmou Moroni. O deputado estadual João Jaime (DEM) destacou que, com a chegada de Danilo Forte, o grêmio vai trabalhar ainda mais para aumentar a participação nos 184 municípios do Ceará. Para ele, o trabalho de fortalecimento da sigla tem como objetivo apresentar, pelo menos, 20 candidaturas a prefeituras cearenses em 2020.
O líder do DEM na Câmara, deputado federal Efraim Filho (PB), também participou da solenidade e defendeu que a legenda seja protagonista do pleito eleitoral do próximo ano, e não atue apenas como coadjuvante, como tem sido ao longo dos últimos anos ao lado do PSDB, por exemplo. "Queremos implementar ideias que tanto defendemos. Não seremos coadjuvantes nesse processo e o Ceará será muito importante para nós".
Para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), com o ingresso de Danilo Forte no partido, aumentam as chances de fortalecimento do DEM, porque outros deputados podem buscar a legenda. Ele disse que eventual apoio a Camilo "é um problema do Diretório Regional".
Terceiro partido
Ao filiar-se ao terceiro partido em pouco mais de dois anos, Danilo Forte afirmou que escolheu o DEM porque a legenda tem demonstrado interesse em apresentar "o novo" e dar segurança ao Brasil. "O partido tem proposta, postura e coragem de fazer o enfrentamento de debate. Muitos se dizem a favor das mudanças e, na hora, boicotam o Brasil. Mas o DEM não, porque o DEM tem disposição para isso".
Depois de sair do PMDB, em 2015, o deputado se filiou ao PSB, mas deixou a legenda após ingresso do deputado federal Odorico Monteiro (ex-PT), que passou a comandá-la no Estado. O Democratas mantém-se na base governista de Camilo Santana e de Roberto Cláudio. Questionado sobre eventual apoio ao governador no pleito do próximo ano, Forte disse apenas que isso ainda será discutido.
Além de Roberto Cláudio, Moroni Torgan, Chiquinho Feitosa e Rodrigo Maia, outras figuras da política local e nacional estiveram no evento, como o ministro da Educação, Mendonça Filho, e o líder do DEM na Câmara, Efraim Filho. Também compareceram os deputados Gony Arruda (PSD), Leonardo Pinheiro (PP), Antônio Granja (PDT), Sérgio Aguiar (PDT), Audic Mota (PMDB), Nizo Costa (PMB) e Yuri Guerra (PMN), além de prefeitos e outros dirigentes políticos.

CRAS Muriti encerra atividades com o Natal das Famílias


Os grupos de crianças, adolescentes e idosos assistidos pelo CRAS – Centro de Referência em Assistência Social, do bairro Muriti, se reuniram na tarde desta quinta-feira, 14, para encerrarem as atividades de 2017. O evento contou com a presença do secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado Josbertini Clementino e da gestora da SMTDS Crato Águeda Duarte.

Esse momento é a confraternização realizada no fim do ano, como marco da conclusão das atividades realizadas com as famílias acompanhadas na unidade. 

A comemoração contou com quase 300 crianças acompanhados das mães e pais, e com 90 idosos que são atendidos e teve gincana, apresentação do coral da SOAFANC, apresentação artística das crianças, lanche e distribuição de kits pelo Papa Noel, com caderno, lápis, borracha e chocolate.

A secretária de Trabalho e Desenvolvimento Social do Crato, Águeda Duarte, disse que este ano a Secretaria inovou na integração dos programas e serviços, destacando a continuidade dos projetos desenvolvidos, que apresentam ótimos resultados aos seus participantes. “Ano que vem continuam todos os programas, com nossa equipe procurando aperfeiçoar-se ainda mais. Desejo Feliz Natal, um ano novo de com muita energia, para dar continuidade ao trabalho”, enfatizou a secretária.

O secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social, do Estado, Josbertini Clementino, destacou a importância dos CRAS na vida de cada pessoa que é atendida. “Os Cras sempre proporcionam oportunidades de formação, integração, lazer e valorização das famílias. São esses momentos que nos revigoram a busca constante em proporcionar melhoria na qualidade de vida das pessoas”, comenta.

Segundo a coordenadora do CRAS, Laydiane Menezes, foi um momento muito significante para toda a equipe do CRAS que se mobilizou para realizar uma grande festa. “Para nossa equipe é um período de comemorar nossas conquistas, principalmente o aumento dos vínculos entre as famílias, comunidade e equipe do Cras”, diz a coordenadora.

A confraternização contou ainda com o apoio da Guarda Municipal, com a apresentação do servidor Silvioclei Pereira, o Gordinho da Pisadinha, que animou a festa com música ao vivo, bem como com a animação do orientador social Antonio Sidrim, com o oficineiro Jorge Queiroz e com Tiberio Alves que fez um momento de reflexão com as crianças sobre a importância do Natal.

Guimarães alerta que as mobilizações contra a reforma da Previdência devem continuar

"Uma vitória do povo brasileiro", assim definiu o adiamento da votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma da Previdência, o líder da Oposição na Câmara dos Deputados, José Guimarães. 

“Foi uma vitória dos partidos de oposição no Congresso Nacional e dos sindicatos e movimentos sociais que ao longo do ano denunciaram e resistiram contra esta perversidade do governo atual”, disse o líder do PT na Câmara, Carlos Zaratini.

Mesmo com todo o peso do governo, com a compra de apoio parlamentar via emendas e nomeações, mais uma campanha milionária nos meios de comunicação para tentar convencer o povo de que a reforma é necessária, o resultado é que não houve 308 votos necessários à aprovação da PEC.

“Precisamos continuar na resistência para impedir a votação em fevereiro, como anunciou hoje o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ)”, alertou Guimarães.

Diante da falta de votos e do início do recesso parlamentar, Rodrigo Maia anunciou que o início da discussão da PEC da Reforma da Previdência ficou para 5 de fevereiro e a votação em si começará em 19 de fevereiro, após o carnaval.

Maia defendeu a votação ainda neste ano, mas reconheceu que não há condições. Para ele, até o ano que vem será possível obter os votos necessários para aprovar a mudança.

Um dos principais erros da PEC em tramitação é que está focada principalmente nas despesas, sem discutir as fontes de financiamento. Além disso, em vez de cortar privilégios, como diz o governo, a PEC foca sobretudo no corte de direitos dos mais pobres.

Antes do anúncio do adiamento da votação da PEC para fevereiro pelo presidente Rodrigo Maia, José Guimarães esteve com os grevistas de fome que completaram 10 dias de jejum em protesto contra a reforma.

Governo do Ceará busca parcerias para reduzir filas de cirurgias

A Mensagem do Governo foi aprovada pelos deputados e segue para sanção do governador Camilo Santana. Artifício reduzirá demanda no Estado, que já realizou mais de 50 mil cirurgias este ano em hospitais da rede estadual
 
A Assembleia Legislativa aprovou nesta quinta-feira (14) o Projeto de Lei do Governo do Ceará que institui a política de incentivo à participação complementar da iniciativa privada no Sistema Único de Saúde. Pela proposta, empresas poderão realizar atendimentos na área da saúde e reduzir demandas por serviços, como cirurgias eletivas. Serão priorizadas as especialidades em que houver maior demanda.

“De uma forma inédita, o Governo do Ceará faz uma proposição efetiva para ajudar a diminuir as filas dos principais grupos de cirurgias que existem no Sistema Estadual de Saúde. A relevância desse projeto é porque é uma contribuição para além do que já é feito”, destaca o secretário da Saúde, Henrique Javi.

A nova lei prevê que, para suprir a crescente demanda de serviços na área de saúde, o Estado poderá recorrer à participação dos prestadores de serviços cadastrados. O chamamento público deverá ser precedido de publicação oficial de edital, com normas e regras para os interessados em participares, empresas com ou sem fins lucrativos.
“Só neste ano, já fizemos mais de 50 mil cirurgias só na rede estadual que, somada aos esforços dos municípios, demonstra que não temos dado conta do volume de demanda da população cearense. Por essa razão o governador Camilo propõe uma forma de incrementar isso no ano que se avizinha para que, dessa forma, a gente possa dar mais celeridade e diminuir o tempo de espera”, acrescenta Javi. De janeiro a outubro de 2017, os hospitais da rede estadual já realizaram 53.435 cirurgias.

A mensagem governamental justifica-se pela necessidade de ampliar a oferta de cirurgias em algumas especialidades nas quais há mais pacientes esperando, o que exige das instâncias públicas ações para suprir essa carência, dentro de um universo limitado de recursos. Dessa forma, o Governo tem o objetivo de reduzir a lista de espera.


Lei

Com a aprovação, o Poder Legislativo dá autorização para que o Governo possa realizar chamamento público para a iniciativa privada com o objetivo de suprir demandas complementares em ações e serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

Resguardados todos os princípios licitatórios, empresas ou entidades sem fins lucrativos da iniciativa privada serão chamadas por edital para participarem de processo de credenciamento junto à Secretaria da Saúde, o qual resultará em cadastro de prestadores de serviços, com os quais o Estado poderá realizar convênio ou contrato, de forma complementar.

A contratação dentro do credenciamento é observada na lei federal nº 8666/1993, que justifica inviabilidade de competição e seguindo a inexigibilidade de licitação, dada a natureza específica do serviço prestado.
O projeto de lei já se baseia ainda na portaria nº 2.567, de 25 de novembro de 2016, editada pelo Ministério da Saúde, que revê tal complemento de prestação de serviços no âmbito do SUS.

Base curricular é aprovada e ensino religioso nas escolas passa a ser obrigatório

Resultado de imagem para fotos de Base curricular é aprovada e ensino religioso nas escolas passa a ser obrigatórioNa manhã desta sexta-feira, foi aprovada a Base Nacional Comum Curricular. O processo aconteceu por meio de votação pelo Conselho Nacional de Educação. O documento determina o que os estudantes devem aprender durante a vida escolar nos próximos anos, tanto no ensino infantil como no fundamental.

Agora, o texto deverá seguir para a homologação do ministro da Educação, Mendonça Filho do DEM. Em nota, o responsável pela pasta disse que a nova base deixa o Brasil em harmonia com os melhores e mais qualificados sistemas educacionais do mundo.

Estados e Municípios terão dois anos para implementar a base em suas grades curriculares. Ou seja, a revisão dos currículos deve acontecer em
2018, para que em 2019 a nova base já seja implementada.

A alfabetização é uma das principais mudanças. Antes, as crianças deveriam saber ler e escrever aos oito anos, quando completavam o terceiro ano do ensino fundamental. Agora, esses alunos devem ser alfabetizados até os sete anos de idade. Outra mudança polêmica fica por conta do ensino religioso, que passará a ser obrigatório no ensino fundamental.

Projeto social Bombas do Bem, ganha primeiro lugar em premiação

Resultado de imagem para fotos de Projeto social Bombas do Bem,
Em uma noite de histórias edificantes, com a exibição de projetos sociais
que mostram superação através do esporte, o Projeto Social Bombas do Bem, que atua na Região do Cariri, mais precisamente em Crato foi o grande vencedor do segundo Prêmio Social Esporte Clube.
O prêmio é uma realização do Diário do Nordeste. Em novembro, o jornal publicou a série Social Esporte Clube, com histórias de 12 projetos ou ações voltadas para crianças, jovens e adultos do Ceará, que são beneficiadas com iniciativas voltadas para o esporte.
Uma comissão de jornalistas selecionou seis dessas reportagens para concorrer à segunda edição do prêmio, em votação aberta pelo site.
Em primeiro lugar ficou o Projeto Bombas do Bem desenvolvido pela Saaec; O segundo lugar foi o Projeto Esporte e Educação, Essa é a Nossa Praia, que usa o sandboard em
Paracuru e em terceiro, o Projeto Vida Nova, de Maracanaú.

Primeiro Saúde e Lazer na Praça será promovido em Crato

Empresas cratenses da área de saúde promoverão neste sábado a primeira edição do evento Saúde e Lazer na
Praça.
A ação ocorrerá na Praça São Vicente, em Crato, das 8 às 12 horas.
A programação conta com diversos serviços de saúde para a população como teste de glicemia, aferição de pressão arterial e sorteio de brindes.
A iniciativa visa oferecer à população cratense lazer e informações sobre saúde e bem-estar de forma gratuita.
Segundo os organizadores do evento, a proposta dessa ação social deve se expandir e chegar em breve aos bairros da cidade.Resultado de imagem para fotos de Primeiro Saúde e Lazer na Praça será promovido em Crato

Leonardo de Luna apresentou show "A Luz do Meu Forró" no Largo da Refesa

O cantor e compositor caririense Leonardo de Luna fezer uma apresentação especial no Largo da Refesa ontem.
O show intitulado “A Luz do Meu Forró”, que também deu  nome ao segundo DVD do artista, e contou  com participações especiais de outros grandes ícones da música popular nordestina como Alcymar Monteiro, Fábio Carneirinho, Flávio Leandro, Jorge de Altinho, Luiz Fidélis e Sarah Lopes.
A imagem pode conter: 2 pessoas, multidão, noite e atividades ao ar livre

Câmara do participou do lançamento do cartão mais infância

A Primeira-dama do Estado do Ceará Onélia Santana, realizou nesta sexta-feira, 15, em Crato, o lançamento do Cartão Mais Infância, benefício de transferência de renda para famílias cearenses com crianças de 0 a 5 anos e 11 meses que se encontram em situação de extrema vulnerabilidade social.

A solenidade, aconteceu às 9h, no auditório da Escola Profissionalizante Violeta Arraes e contou com a presença do prefeito Zé Aílton Brasil, secretário de Governo do Estado, Fernando Santana, presidente da Câmara Municipal do Crato, Florisval Coriolano e dos vereadores Pedro Lobo, Vîcênça, Adil, Júnior Matos e Ticiane de Guer.

Lançado em agosto de 2015, o Programa Mais Infância Ceará, foi idealizado pela primeira-dama Onélia Santana, e é responsável por articular ações no Estado para a infância. O programa já realizou diversas ações com foco no desenvolvimento infantil, considerando os pilares Tempo de Aprender, Tempo de Brincar e Tempo de Crescer.

Os beneficiados serão contemplados com uma transferência de renda e terão prioridades nos encaminhamentos de políticas públicas ligadas à assistência, trabalho, educação e saúde. Serão cerca de 60 mil famílias carentes beneficiadas em todo o Estado do Ceara, que receberão um auxilio mensal do Governo do Ceará.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Centro Odontológico do Crato continua enfrentando dificuldades para prestar atendimento à população


Inaugurado no dia 28 de julho de 2008, o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), Regional de Crato, atende a uma população de 11 municípios do Cariri, porém, há sete meses o equipamento vem passando por dificuldades devido à falta de recursos para a sua manutenção, o que consequentemente tem gerado uma diminuição no número de atendimentos.

Construído pelos governos Estadual e Federal, desde quando foram iniciados os serviços que a unidade é gerenciada por um consórcio público de saúde como explica o diretor do CEO, doutor Walter Brito...



Por conta da diminuição no número de atendimentos, o equipamento tem sofrido com a falta de repasse dos municípios, que só pagam caso a população seja atendida...



A principal causa desse transtorno é a deficiência na rede elétrica, isso porque a falta de energia suficiente para alimentar os equipamentos tem causado constantes quedas no fornecimento de eletricidade...



No mês de agosto, o prefeito de Campos Sales, Moésio Loyola deixou a presidência do consórcio responsável pelo equipamento, desde então, o cargo está vago.

FALA 4 - A expectativa conforme nos relata Walter Brito, é de que a partir de janeiro o prefeito do Crato, Zé Ailton, assuma como presidente...



Atualmente o consórcio é formado pelos municípios de Antonina do Norte, Araripe, Assaré, Campos Sales, Crato, Farias Brito, Nova Olinda, Potengi, Salitre, Santana do Cariri e Tarrafas.

FALA 5 - Enquanto os problemas não são solucionados, o Centro de Especialidades Odontológicas do Crato vai atendendo da maneira que é possível... 


Comércio do Crato espera crescimento de 10% nas vendas de Natal


As perspectivas de boas vendas com a chegada dos festejos natalinos e do ano novo estão deixando os lojistas mais confiantes com a melhora da economia no comércio cratense.

Depois de dois anos de recessão e de queda nas vendas, a expectativa é de que em 2017 o setor tenha um crescimento de aproximadamente 10% como informa o presidente do Sindilojas em Crato, Duda Alencar...



Duda aproveita a oportunidade para desejar boas festas aos cratenses...



Estudantes do Centro de Artes da URCA completam seis meses sem aula

Os estudantes se manifestaram nas paredes do Sesi
durante a última passagem do governador pelo Cariri.
FOTO: Antonio Rodrigues
Crato. Os estudantes do Centro de Artes da Universidade Regional do Cariri (URCA) completaram seis meses sem aulas, na última semana. São dois cursos paralisados, Teatro e Artes Visuais, desde que o prédio no bairro do Pirajá, em Juazeiro do Norte, foi interditado. Laudos da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros constataram o risco de desabamento da estrutura. No dia 31 de outubro, o governador Camilo Santana anunciou a aquisição do antigo prédio do SESI, em Crato, mas até agora segue indefinido quando os alunos voltarão às salas de aula.

Após o anúncio, os alunos se dirigiram até o prédio conhecer o local e foram impedidos de, sequer, usar a energia elétrica de lá. Segundo eles, o guarda disse que não podia estar ninguém ali, pois a compra não tinha sido efetivada. No entanto, no dia 17 de novembro o vice-reitor da URCA, Francisco do Ó de Lima Júnior visitou o local, junto com o corpo técnico, para decidir os detalhes da transferência do campus de Juazeiro do Norte para Crato. Há 10 anos sem funcionar, o Sesi do Crato possui salas de aula, apartamentos, estacionamento, áreas com piscinas, quadras e um auditório.

No dia 21 de novembro, a URCA anunciou que estava fazendo um levantamento para as reformas prioritárias, solicitadas pelo Vice-reitor após a visita. Disse que, inicialmente, os membros da administração dos cursos ocupariam as primeiras salas e que todo o mobiliário seria transferido na mesma semana. Mas, até agora, nada aconteceu.

De acordo com a estudante de Artes Visuais, Anália Lobo, que já está no sétimo semestre, seu desejo é que as aulas voltassem, pois está há muito tempo no curso. No entanto, ela acredita que é importante os alunos continuem lutando por um espaço físico de qualidade. “Estamos há quase 10 anos sem um espaço minimamente adequado. Esperamos que a reitoria e o governador, que já anunciaram em diversos veículos de comunicação que o prédio do SESI nos pertence, façam realmente pertencer”, afirma.

Enquanto o aluno de Artes Visuais, José Aparecido de Lima, afirma que os problemas no Centro de Artes estão desde sua fundação. É a segunda vez que os cursos mudam de prédio, já que, em 2010, o Centro de Artes saiu do Casarão da Rua Matriz, em Barbalha, para Juazeiro do Norte. “A partir daí, tem sido uma luta diária de lugar para funcionar e de fantasias que são postas em nossas cabeças, hora de valores que existe para construção de um prédio fabuloso para nos acomodar, hora desaparece tudo e voltamos à estaca zero”, lamenta.
Em nota, a URCA afirmou que “as melhorias do prédio serão concluídas em 30 dias”. Com isso, a previsão é de que as aulas sejam iniciadas no final do mês de janeiro.              (Com informações do Blog Diário Cariri)