blog

blog

sábado, 29 de abril de 2017

Juízes e advogados em defesa da Justiça do Trabalho


Da INTERSINDICAL
Juízes, advogados e servidores fazem ato em defesa da Justiça do Trabalho
De mãos dadas, em sinal de união em prol da Justiça do Trabalho, magistrados, advogados, servidores, líderes sindicais e trabalhadores encerram o ato público realizado nesta quarta-feira, 26, em frente ao Fórum da Justiça do Trabalho, no Comércio. O evento, organizado pela Amatra5, Anamatra, OAB/BA, Abat, Abrat e Sindjufe, protestou contra as reformas Previdenciária e Trabalhista em tramitação no Congresso Nacional.
O primeiro a falar foi o presidente da OAB/BA, Luiz Viana Queiroz, que destacou que os atuais parlamentares, envolvidos em delações premiadas, não têm legitimidade para promover as reformas que estão tentando aprovar. Disse que a OAB é contra as propostas em tramitação no Congresso sobre as mudanças na Previdência e nas leis trabalhistas.
O presidente da Abat, Jorge Lima, disse que a sociedade está sendo desafiada por um Congresso que faz pouco caso das manifestações e que todos precisam se unir e protestar contra as reformas. Aproveitou a sua fala para homenagear a presidente da Amatra5, Rosemeire Fernandes, que está deixando o cargo nos próximos dias, pela postura combativa em defesa da Justiça do Trabalho e desejou boa sorte à nova presidente, Angélica Ferreira.
A juíza Ana Paola veio na sequência e fez um dos discursos mais aplaudidos da manhã. Destacou que as reformas do jeito que estão implicam em retornarmos o Estado de Direito para antes da Constituição de 1988, que assegurou a dignidade da pessoa humana. “Essa modificação é tão devastadora que ela altera premissas essenciais de proteção ao trabalhador”, disse a magistrada.
A secretária-geral da Anamatra, juíza Ana Cláudia Scavuzzi, lembrou que os deputados federais e senadores criam dificuldades para receber os magistrados em Brasília e que a luta tem sido grande para tentar convencê-los a não aprovar algumas medidas que ferem a Constituição e prejudicam os trabalhadores. Ela criticou a terceirização generalizada das atividades e lembrou que é comum, nas mesas de audiência, se deparar com empresas de fachada que são abertas apenas para terceirizar mão-de-obra e seus donos desaparecem quando têm que pagar os direitos trabalhistas.
A presidente Amatra5, Rosemeire Fernandes, destacou que o projeto de reforma trabalhista que está no Congresso é inconstitucional e que a sociedade precisa se mobilizar. Disse que o projeto criminaliza a advocacia trabalhista e tem vários pontos que são um retrocesso de conquistas históricas garantidas na Constituição de 1988. A magistrada contestou também a afirmação de que a Justiça do Trabalho seja paternalista, como afirmam alguns deputados. Segundo ela, mais da metade das ações na Justiça são de verbas rescisórias, uma obrigação do empregador.
Na sequência, vários sindicalistas, entre eles o presidente do sindicato dos médicos, Francisco Magalhães, convocando os participantes do ato e a população em geral para a greve geral da próxima sexta-feira, 28.

MEC prorroga até 31 de maio prazo para renovação de contratos do Fies

23.02.2015,Estudante fazendo consultas no Site do Sis FIES - cidade - 27ci0501 - TUNO VIEIRA

OMinistério da Educação prorrogou até o dia 31 de maio o prazo para renovação dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O prazo original terminaria no próximo domingo (30). Os aditamentos são feitos pela internet, no Sistema Informatizado do Fies (SisFies). A renovação deve ser feita somente para os contratos formalizados até 31 de dezembro de 2016.
A portaria que determina a prorrogação do prazo está publicada na edição de hoje (28) do Diário Oficial da União. Os contratos do Fies devem ser renovados a cada semestre.
A renovação pode ser feita a partir de dois modelos: o simplificado e o não simplificado. O primeiro é quando não há necessidade de alterar nenhuma informação inicial, bastando apenas a validação no SisFies. Já no modelo não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato firmado, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante precisa levar a documentação comprobatória ao agente financeiro para finalizar a renovação.
A portaria também prorroga para 31 de maio o período de transferência integral de curso ou de instituição de ensino e a solicitação de dilatação do prazo de utilização do financiamento.
O Fies oferece financiamento de cursos superiores em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O aluno só começa a pagar a dívida após a formatura. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.
Agência Brasil

Violência deixa quatro mulheres assassinadas no Ceará em menos de 24 horas


As vítimas foram mortas em circunstâncias que estão sendo investigadas pela Polícia no interior

Quatro mulheres foram assassinadas no Ceará nas últimas 24 horas. Os crimes ocorreram nos Municípios de Jaguaretama, Crateús, Quixeré e Missão Velha. Com os registros ocorridos nesta quinta-feira (27) subiu para 58 o número de mulheres mortas no estado em 2017.
O primeiro crime foi registrado na manhã de quinta-feira no Município de Missão Velha (a 521Km de Fortaleza), quando bandidos invadiram uma residência na localidade de Sítio Missão Nova, na zona rural e mataram a dona de casa Maria José da Silva, de 61 anos. A Polícia não sabe, ainda, o que motivou o homicídio mas descartou, a princípio, um caso de latrocínio (roubo seguido de morte). A vítima foi atingida por quatro tiros de pistola de calibre 380.
Na cidade de Quixeré (a 218Km de Fortaleza), uma mulher identificada até o momento apenas por Elizomar foi morta a tiros dentro de casa. Segundo a Polícia o fato ocorreu no bairro Pontal, na periferia da sede do Município. Criminosos fugiram depois de disparar vários tiros à queima-roupa contra a vítima.
Mais mortes
O terceiro assassinato aconteceu em Jaguaretama, (a 241Km da Capital), na noite desta quinta-feira, quando dois homens desconhecidos  chegaram de moto em um estabelecimento conhecido como “Bar da Sola”,  no Centro, e atiraram contra três jovens que se divertiam no local.  Uma garota tentou fugir. Correu até próximo de um clube, mas foi perseguida e executada sumariamente com vários disparos. Ela foi identificada como Joana Layla Moura Bezerra, 19 anos.
O quarto assassinato aconteceu em Crateús (a 345Km de Fortaleza), O corpo de uma mulher foi encontrado, no começo da manhã desta sexta-feira (28) numa estrada de terra próxima ao Campo dos Vencedores, no bairro Ponte Preta, na periferia da cidade. A vítima foi identificada como a jovem Thays Ferreira de Oliveira, de 25 anos. A Polícia constatou que ela foi atingida com tiros na cabeça e nas costas. Há suspeitas de uma execução sumária.

Manifestantes fecham a BR-116 por uma hora em Brejo Santo e causam engarrafamento

A fila de veículo ficou quilométrica na BR-116/FOTO: Blog do Farias Júnior
 query_builder 
Manifestantes fecharam a BR-116 a altura da estrada que dá acesso à Vila da Conceição quilômetro no Município de  Brejo Santo (340Km de Fortaleza). A rodovia ficou interditada por cerca de uma hora, gerando engarrafamento com filas quilométricas de veículos nos dois sentidos da rodovia.
Sindicalistas e lideranças políticas discursaram contra as reformas trabalhistas e contra o governo do presidente Michel Temer. “Acho um absurdo o posicionamento desse políticos nacionais, acabando com os direitos dos trabalhadores brasileiros” afirmou o vereador Naldo do município de Brejo Santo.
Segundo o ex-prefeito de Brejo Santo Guilherme Landim, “é necessário que cobremos dos deputados federais que se posicionem em defesa do povo brasileiro”.
Guilherme fez criticas ao posicionamento de alguns deputado federais em favor da reforma e citou  o nome da deputado federal Gorete Pereira que recebeu votos no seu município. As polícias rodoviária estadual e militar estiveram no local, conversaram com os manifestantes que em seguida liberaram a pista.  Uma nova manifestação ficou marcada para o dia 1º de maio, Dia Mundial do Trabalho.
Com informações do Blog do Farias Júnior

Foragido é morto em confronto com a PM

00:00 · 29.04.2017 / atualizado às 00:59
Um foragido da Cadeia Pública de Itapajé morreu durante um confronto armado com patrulhas do Batalhão de Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e com o Destacamento local da Polícia Militar, na manhã dessa sexta-feira (28). De acordo com um policial militar que não quis se identificar, a PM recebeu denúncias do local em que Francisco Wilker Alves Mendes, 26, o 'Zequinha', poderia estar escondido e se deslocou até o local, no bairro Bela Vista.
Ao chegarem à residência, os policiais militares foram surpreendidos com o revide do foragido da Justiça, que atirou contra as composições, segundo o PM. Na troca de tiros, Francisco Wilker foi alvejado e não resistiu aos ferimentos.
Com 'Zequinha', a Polícia apreendeu um revólver calibre 38. Nenhum policial foi ferido no tiroteio. 'Zequinha' tinha uma extensa ficha criminal, com passagens pela Polícia por quatro homicídios, três vezes por tráfico de drogas e também por associação criminosa.
Segundo o policial entrevistado pela reportagem, o homem era conhecido por ser um dos maiores traficantes da região de Itapajé e havia fugido da Cadeia Pública Municipal. O militar não soube informar se 'Zequinha' estava sozinho no momento do confronto com a PM.
Líder
Francisco Wilker havia sido preso em outubro de 2014 por policiais da então Área Integrada de Segurança (AIS) 17. À época, com 23 anos, ele foi apontado como chefe de uma das principais gangues da região. Dias após sua prisão, o líder do bando oposto também foi detido.

Festa de nossa senhora de Fátima no Crato

Protesto contra reformas leva milhares de pessoas ao Centro


Image-0-Artigo-2234856-1
Milhares de pessoas participaram da manifestação. A Secretaria da Segurança Pública não divulgou número de presentes ( Foto: JL Rosa )
Manifestantes tomaram as ruas do Centro de Fortaleza durante a manhã dessa sexta-feira, contra as propostas de reforma trabalhista e previdenciária que tramitam no Congresso Nacional. Segundo a organização do evento, cerca de cem mil manifestantes participaram do protesto, que partiu da Praça Clóvis Beviláqua e percorreu as ruas do Centro até a Praça do Ferreira. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que não divulgaria números sobre participantes.
LEIA MAIS
Em algum momentos houve depredação e confrontos entre manifestantes e seguranças. Lojas que decidiram abrir relaram um movimento fraco.
Entretanto, várias decidiram permanecer abertas, independente da manifestação. Algumas chegaram a baixar as portas por pressão de participantes do protesto. Mas, acabaram reabrindo pouco depois, conforme o ato dispersava-se.
Segundo Luciene Oliveira, integrante da Federação dos Trabalhadores do Serviço Público do Estado do Ceará, a manifestação de ontem foi apenas uma demonstração do que os opositores da reforma podem fazer. Ela afirma que sua entidade conseguiu paralisar o serviço público em mais de 70 municípios do Estado. E diz que podem fazer mais. "Se depender da nossa mobilização, nós vamos fazer este País parar até o dia da votação da reforma da Previdência", disse. O presidente da CUT cearense, Wil Pereira, chamou o protesto de "esquenta". Segundo ele, "está só começando. Com certeza, nós vamos tirar o homem da cadeira", referindo-se ao presidente Michel Temer.
Os manifestantes demonstravam confiança de que os protestos poderiam impedir mesmo a reforma trabalhista, que já foi aprovada pela Câmara dos Deputados e precisa apenas de maioria simples dos senadores para seguir para a sanção presidencial. "Tenho certeza que vai gerar uma repercussão", declarou Kléber Oliveira, servidor da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). Ele afirmou que os protestos dessa sexta-feira servem para demonstrar que "o povo está atento".
O percurso da manifestação foi tranquilo durante a maior parte do tempo. De acordo com o responsável pelo policiamento major Otoniel, a manifestação ocorreu sem maiores incidentes. O oficial não disse quantos agentes haviam sido mobilizados para o ato.
Entretanto, manifestantes forçaram diversos comerciantes que seguiam funcionando no Centro a fechar as portas. Em frente à Praça José de Alencar, a Galeria Professor Brandão teve o portão arrombado por manifestantes que exigiam a liberação dos comerciários do serviço.
Construção civil
Em outro ponto da cidade, uma obra localizada no cruzamento entre a Avenida Heráclito Graça e a Rua Antônio Augusto, no bairro Aldeota, em Fortaleza, foi invadida e depredada por manifestantes. Um engenheiro também teria sido agredido na ação.
De acordo com um funcionário da construtora, que preferiu não se identificar, cerca de 50 homens, que não trabalham na obra, chegaram ao local, em motocicletas, por volta de 9h, e invadiram o terreno.
Em seguida, alguns manifestantes subiram os andares dos prédios que estão sendo construídos, ordenaram que os funcionários deixassem a construção e começaram a depredação. Um engenheiro que trabalha na obra foi agredido e teve o óculos quebrado. Após a depredação, os manifestantes fugiram. Em nota, o Sinduscon-CE, Sindicato das Construtoras, repudiou a ação e disse que esse tipo de ocorrência é inaceitável. 

Mercado da pedra cariri teve queda de cerca de 30%

O quadro de queda se acentuou no início de fevereiro, com exigência da Enel ( Fotos: André Costa )
00:00 · 29.04.2017 / atualizado às 00:10 por André Costa - Colaborador
A Enel exigiu que cada mina tivesse sua própria subestação de energia. Com isso, 19 das 21 minas pararam de funcionar
Nova Olinda. Diante da crise financeira que se agravou no País, em meados do segundo semestre do ano passado, a extração e, consequentemente, a comercialização da pedra cariri caiu cerca de 30% no primeiro trimestre de 2017.
Segundo Eluzio Neto Sampaio Moreira, presidente da Cooperativa de Mineração dos Produtores de Pedra Cariri (Coopedras), a retração econômica impactou diretamente na retirada do calcário laminado, que se constitui, ao lado da agricultura, na principal atividade econômica deste município, na região do Cariri cearense.
"Se não há demanda, não podemos produzir, pois os custos da extração são elevadíssimos. E se não há a comercialização, os donos das minas de pedra se veem obrigados a diminuir o quadro de funcionários. É uma cadeia que afeta não só Nova Olinda, mas várias cidades da região que dependem dessa atividade", explica Eluzio.
Conforme ele, quase 400 pessoas trabalham diretamente nas 21 minas que atuam dentro da legalidade na cidade: "São empregos diretos. Se formos falar nos indiretos, esse número cresce e muito. Podemos falar em três mil pessoas".
Agravante
O quadro de queda na extração da pedra se acentuou no início de fevereiro, quando a Enel Distribuição exigiu que cada mina tivesse sua própria subestação de energia, para transmissão e distribuição de energia, além de equipamentos de proteção e controle. "Quando era a Coelce, havia apenas uma subestação que gerava energia para todas as minas. Mas, depois que veio a Enel, exigiu mudança e, até que todos se adequassem, cortou a energia após transcorrido o prazo de três dias, um tempo impossível para que os donos elaborassem um projeto e o implantasse", criticou o presidente da Coopedras.
Com a nova exigência, 19 das 21 minas pararam de funcionar. "O prejuízo, somando todas que estão paradas, é de R$ 15 mil por dia", detalha Eluzio. "A gente dispensa os operários, mas continuamos a pagar o INSS, FGTS, o salário de alguns funcionários que não podem ser desligados e tem também o prejuízo com o que deixa de ser vendido por dia", acrescenta.
Segundo a Cooperativa, apesar de algumas minas já terem atendidas as exigências da Enel, a energia ainda não foi religada. "Acionamos a Justiça para tentar agilizar o processo. São muitas pessoas afetadas e, a cada dia sem funcionamento, o prejuízo só aumenta", conta Moreira.
Desta forma, o impacto na cidade é inevitável. Para o comerciante Francisco Alves Mendes, a crise em Nova Olinda está mais acentuada se comparada a outras cidades. "O dinheiro que os operários das minas gastam no comércio está reduzido. O caminhoneiro que vinha até a cidade pegar a pedra e tinha que se alimentar e dormir, já não vem mais ou vem em menor quantidade. Então, o prejuízo atinge todos os setores", diz.
Comercialização
Nas últimas décadas, o material passou a ser bastante utilizado, sobretudo na construção civil. O mercado abrange todas as regiões do Brasil, com destaque para os Estados do Nordeste, os quais possuem clima mais quente. "Por ser fria, a pedra ainda não é bem recebida nas regiões com temperaturas mais amenas", observa Eluzio Neto.
Cada máquina tem capacidade para produzir até 200 metros de pedra por dia, o que rende ao dono da mina lucro bruto de R$ 2.400. "A quantidade de extração e produção, por mina, depende de quantas máquinas trabalham em cada uma delas. Algumas minas, por exemplo, que operam com até seis máquinas por dia", explica Eluzio.
Com tanta pedra sendo extraída todos os dias, engana-se quem acredita que a produção esteja com os dias contados. Segundo o presidente da Cooperativa, pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em parceria com a Universidade Regional do Cariri (Urca), estimaram que a extração, seguindo o atual ritmo, dura, em média, 500 anos.
Fósseis
Os operários encontram fósseis entre uma pancada e outra do martelo que separa os blocos de pedra. Apesar de não existir fiscalização periódica, Eluzio Neto afirma que todo fóssil encontrado é encaminhado ao escritório regional do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), em Crato. "Temos uma sala destinada para guardar essas pedras e depois encaminhá-las ao DNPM", garante. Segundo o Decreto Lei N° 4.146/1942, os fósseis são de propriedade da União.
Enquete
Qual impacto da redução?
"É grande. Em fevereiro, passei 15 dias sem trabalhar. Primeiro devido a não ter tanta procura, e depois pelo problema da energia. Então tive que me virar de outra forma, fazendo bico de pedreiro"
José Ronaldo Xavier
Operário
Trabalhador
"A gente ganha o salário mais a produção. Quando a mina para, não tem de onde tirar dinheiro. Fiquei parado quase um mês. Para me sustentar, tive que vender alguns animais e fazer outros bicos. A cidade toda perde"
Gerlânio Alencar Lima
Operário
Trabalhador

sexta-feira, 28 de abril de 2017

A Igreja ao lado das Manifestações do dia 28.

A Igreja que ao longo dos tempos fez a opção pelos pobres e pelos menos favorecidos, mais uma vez se posiciona. Nesse dia 28, dia de manifestações e reivindicações por direitos e respeito aos trabalhdores, a igreja soma a sua voz e a sua pregação contra a reforma da previdência e a reforma trabalhista. 

A Igreja brasileira e em  particular a da região do cariri, soma a sua força a de milhões de brasileiros que foram hoje as ruas em todo Brasil para protestar contra as  reformas trabalhista  e previdenciária.

Com um discurso contundente e forte contra o governo Temer e a sua politica excludente,  a igreja do cariri fez uma grande caminhada na cidade de  Juazeiro do Norte que terminou e um ato ecumênico no santuário de São Francisco. Padres de várias paróquias do Cariri e de outros Estados participaram dessa celebração.

A defesa dos direitos dos trabalhadores e a contestação do governo Temer marcou toda  a programação, que tinha também a participação de partidos, sindicatos, movimentos sociais e de vários fiéis.

Com certeza a participação  da igreja nas mobilizações desse 28 de abril é um marco e sinaliza nova postura da igreja católica.

Soam bons ventos sob a liderança do Papa Francisco.

Crime de pistolagem em Brejo Santo

 

Mais um homicídio registrado na cidade de Brejo santo, por volta das 12h30min desta sexta feira, 28, um homem conhecido por “Franco Lucena” estava sentado na porta da residência de sua sogra , localizada na Rua Manuel Leite, proximo a uma padaria , no centro da Cidade de Brejo Santo , quando dois homens em uma moto Honda Bros, de cor preta, se aproximaram de Franco já efetuando várias disparos, a vítima ainda correu para o interior da residência onde já tombou morto.

A polícia foi acionado e rapidamente chegou ao local , mais não conseguiu identificar os acusados, o crime tem todas as características de execução sumária. A vítima tinha 67 anos, morava no sítio Boqueirão e trabalhava como motorista.

O vereador Pedro Lobo participa do Ato da Greve Geral

Muita movimentação e uma participação massiva de trabalhadores, sindicalista, lideranças política e da comunidade em geral.

Assim foi marcado o 28 de abril no Crajubar, que tinha como pauta central a manifestação contra a reforma trabalhista e a reforma da previdência, além do fora Temer.

Militantes de todo o cariri concentraram suas intervenções na  denúncia da retirada de direitos e no sucateamenteo dos serviços públicos.
Nenhum direito a menos e o fora Temer eram as principais palavras e ordem.

O vereador Pedro Lobo reforça a necessidade de todos  continuar mobilizados e atentos contra os ataques do governo ilegítimo do Temer e sua turma de golpista. Para ele é tarefa do Partido dos Trabalhadores e de todos os demais partidos de esquerda e dos movimentos sociais seguirem firmes na luta.

A mobilização ocorreu na Praça do Giradouro em Juazeiro do Norte.

Prefeito do Crato se reúne com sindicato dos servidores municipais e apresenta Projeto de Lei e calendário de pagamento

O prefeito do Crato Zé Ailton Brasil se reúne com representantes do Sindicato dos Servidores Municipais, sexta-feira, dia 28 de abril. Na ocasião será assinado o projeto de Lei a ser enviado à Câmara que institui a Mesa Municipal de Negociação Permanente (MENP) que se propõe a constituir um canal permanente de negociação entre a gestão e os servidores públicos do Município do Crato representados por suas entidades sindicais. Esse projeto objetiva entre outros aspectos melhorar continuamente o serviço público, promovendo ainda, o direito de cidadania e o desenvolvimento sustentável. 

A MENP irá aprimorar a relação de trabalho entre a Gestão e seus servidores e contribuirá para a melhoria do desempenho e a eficácia profissional dos quadros funcionais, assegurando a valorização e a capacitação profissional dos Servidores Públicos Municipais. 

Na ocasião será divulgado também, o calendário anual de pagamento dos servidores públicos municipais. Uma das premissas fundamentais do Governo Municipal é a organização financeira do Município, garantindo ao servidor o recebimento de sua remuneração sem atrasos e em prazos pré-estabelecidos para que o servidor possa organizar com tranquilidade sua vida financeira. 

Desta forma, o Calendário divulgado especifica que os servidores municipais do Crato receberão seus vencimentos no 1º e 2º dia útil do mês seguinte, atendendo uma reinvindicação antiga dos servidores públicos.  




CALENDÁRIO DE PAGAMENTO 
SERVIDORES EFETIVOS E CARGOS COMISSIONADOS 
MÊS 
DATA DE PAGAMENTO 
ABRIL A DEZEMBRO 
1º Dia útil do Mês Seguinte (Secretaria de Educação) 
2º Dia útil do Mês Seguinte (Demais Secretarias) 
ABRIL 
02/05/2017 (Secretaria de Educação) 
03/05/2017 (Demais Secretarias) 
MAIO 
01/06/2017 (Secretaria de Educação) 
02/06/2017 (Demais Secretarias) 
JUNHO 
03/07/2017 (Secretaria de Educação) 
04/07/2017 (Demais Secretarias) 
JULHO 
01/08/2017 (Secretaria de Educação) 
02/08/2017 (Demais Secretarias) 
AGOSTO 
01/09/2017 (Secretaria de Educação) 
04/09/2017 (Demais Secretarias) 
SETEMBRO 
02/10/2017 (Secretaria de Educação) 
03/10/2017 (Demais Secretarias) 
OUTUBRO 
01/11/2017 (Secretaria de Educação) 
03/11/2017 (Demais Secretarias) 
NOVEMBRO 
01/12/2017 (Secretaria de Educação) 
04/12/2017 (Demais Secretarias) 
DEZEMBRO 
02/01/2018 (Secretaria de Educação) 
03/01/2018 (Demais Secretarias) 
Nota: os servidores temporários de todas as secretarias e órgãos receberão sua remuneração até o dia 10 do mês seguinte. 

A Equipe de FUTSAL da SPAC, começa a sua maratona oficial de 2017

A Equipe de FUTSAL da SPAC, começa a sua maratona oficial de 2017


AS 19h desta Sex(28/4) na Quadra Bicentenário de Crato, inicia a fase de competições da equipe de rendimento da Sociedade Pró Amiga Cariri, que atuará pela COPA 21 de JUNHO de FUTSAL categoria adulta "1ª Divisão da Cidade" contra a equipe Estilos/Replay e no SAB(29/4) fará a abertura do CAMPEONATO METROPOLITANO DO CARIRI de futsal categoria sub 20, no Ginásio Poli-Esportivo de Juazeiro do Norte-CE, onde defenderá o bicampeonato, jogo contra a forte equipe de Araripina-PE.

A SPAC, também será nossa representante da região sul do Estado no CAMPEONATO CEARENSE DE FUTSAL, categoria sub 20, que iniciará sua jornada em Maio, jogando em casa, no Ginásio da URCA as 19:00 do dia  (20/5)  contra equipe do Norte do Estado. Em 2016, a Equipe concluiu o CERTAME ESTADUAL ficando entre a 5ª força do Estado, entre as 26 equipes participantes. 

Quadro de escassez se mantém no Ceará

Juazeiro do Norte. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), entre as 7h de quarta-feira e 7h de ontem, choveu em 14 dos 184 municípios cearenses. Granja, no Litoral Norte obteve o maior volume, com 57mm, seguida por Crateús (Sertão dos Inhamuns), 31 mm; e Eusébio, no Litoral de Fortaleza, 17 mm.
Esse quadro, ainda segundo a Funceme, será tendência para os próximos dias, já que há poucas nuvens sobre o Estado. O distanciamento da Zona de Convergência Intertropical(ZCIT), principal sistema indutor de chuvas no Ceará, no período da quadra de fevereiro a maio, continua sendo o principal responsável pelas poucas chuvas nesta última semana de abril.
A situação dos reservatórios cearenses pouco se alterou. O volume dos 153 reservatórios monitorados é de 12,5%. O número de açudes sangrando caiu de 11 para dez e 105 continuam com volume inferior a 30%.

Vladimir de Jesus afirma que o sonho do Ferroviário é maior que o favoritismo do Ceará


 Vladimir de Jesus
técnico Vladimir de Jesus não vê problema algum em o favoritismo ser atribuído ao Ceará. O treinador até filosofou ao introduzir seu pensamento. "Chegou aqui, hoje, um ET vindo de Marte, e precisamos informar quais são os dois times na decisão do Cearense; veja bem, ele não conhece as equipes e a gente precisa informar. Uma é de Série B do BrasileiroR$ 1 milhão de folha, 42 titulos estaduais, foi campeã do Nordeste invicta, tem no seu comando diretivo - além do presidente - pessoas da mais alta importância na nossa sociedade. E, do outro lado, temos o Ferroviário, que iniciou em dezembro na segunda divisão do estadual, não sabia qual campeonato disputar, sério candidato ao rebaixamento, teve, por um ato administrativo, a desistência de um clube e, pelo fato de a nossa diretoria ter conseguido comprovar todas as exigências do Profut disputou a primeira divisão. Então, sim, o Ceará é favorito. No entanto, futebol se decide dentro de campo. Aí eu volto ao nosso sonho. O nosso sonho é maior que o favoritismo do Ceará. Estamos transformando esse sonho no dia a dia", discorreu Vladimir.
 
Indagado sobre as virtudes do oponente de domingo, o comandante do Tubarão da Barra espera por uma partida com esquemas táticos espelhados e, com isso, intensa disputa nos setores."As duas equipes são muito semelhantes, eles possuem dois bons volantes que são os iniciadores das ações ofensivas, três bons atacantes que se movimentam constantamente. Magno Alves dispensa comentários, assim como os atacantes de lado, seja Lelê, Victor Rangel, Alex Amado. Todos bons jogadores. Assemelha com o que a gente faz e, quando uma equipe se espelha no esquema tático da outra, fica um jogo mais estudado, muita disputa individual dos atletas que estão no mesmo setor. Disputas individuais setorizadas para seja conhecido o vencedor da partida.", observou.
 
Ainda nessa esteira, Vladimir aguarda atentamente quem será o escolhido de Givanildo Oliveira para o lugar de Ricardinho. "É inegável que o Ricardinho é um grande jogador, suas características de criação de jogadas são fundamentais. Mas também não podemos negar a força do elenco do Ceará. Sai Ricardinho, entra Felipe Menezes ou outro atleta que o Givanildo escolher, pode ser o Wallace Pernambucano ou outro atleta que ele colocar dentro de campo vai suprir a ausência do Ricardinho. Precisamos estar atentos para saber quem será o substituto, observar as características e nos armarmos em relação a esse substituto", finalizou. 

Conselho tutelar do Crato

O Conselho Tutelar participou nesta Quinta -Feira    juntamente com a  Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social de uma Audiência com o Promotor de Justiça da Infância e Adolescência. Na ocasião foram discutidas ações e melhor estrutura para o Conselho Tutelar através dá elaboração de um TAC- termo de ajuste e conduta. Discutido também a Criação do segundo Conselho Tutelar, a implantação do CAPS I , e construção da sede própria.

Camilo anuncia novo equipamento para o trabalhador cearense



Com 60% das obras concluídas, a unidade modelo aperfeiçoará o atendimento aos trabalhadores autônomos, informais e também aqueles que buscam o trabalho formal



"Estive visitando as obras do CTA e vamos inaugurá-lo até o fim deste ano. Esse é um importante investimento que o Estado está fazendo, para que sigamos qualificando profissionais e melhorando suas chances de uma colocação no mercado de trabalho”. O anúncio de inauguração do Centro do Trabalhador Autônomo (CTA) foi feito, na manhã desta quinta-feira (27), pelo governador Camilo Santana, durante o Dia de Serviços, promovido pelo governo do Estado, Prefeitura de Fortaleza e entidades classistas, em homenagem ao Dia do Trabalhador, que transcorre na segunda-feira, 1º de Maio.

Com 60% das obras concluídas, a unidade modelo aperfeiçoará o atendimento aos trabalhadores autônomos, informais e também aqueles que buscam o trabalho formal, seja com carteira assinada, como microempreendedor individual (MEI) ou associado. Estão sendo investidos na nova estrutura, através do Programa de Apoio às Reformas Sociais (Proares II), R$ 5 milhões. Os recursos foram financiados pelo Governo do Estado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Com o CTA, acrescentou o titular da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), Josbertini Clementino, o governo do Estado, reafirma a sua política de colocar, sempre, o trabalhador e a trabalhadora cearenses como protagonistas do setor produtivo e atores estratégicos no desenvolvimento do Ceará. "Vamos colocar o trabalhador no lugar de destaque que ele merece, que é na centralidade do setor produtivo do Ceará", declarou Josbertini, enquanto circulava com Camilo Santana, pelos estandes de serviços diversos ofertados por todo o dia na Praça do Ferreira.


Cidadania

Os serviços foram ofertados das 9h às 16h, período em que os trabalhadores e seus familiares tiveram acesso aos corredores do Trabalho e da Saúde, bem como às tendas da Beleza e da Gastronomia. Para os trabalhadores, Júnior Paiva e Edileuza Sousa, a manhã foi proveitosa. “Estou confiante, me inscrevi no estande do Sine e vou aguardar ser chamado para entrevistas de emprego, aproveitei também para emitir minha carteira de trabalho”, afirmou Paiva.

“Vim para emitir a identidade e o CPF da minha filha e acabei checando também a pressão, além de assistir uma linda apresentação musical”, acrescentou Edileuza Sousa, que se emocionou com o talento das crianças do Coral Natal de Luz, que fazem parte do Instituto Nossa Casa Mãe África.

Nos corredores do trabalho e da saúde, o público teve acesso a diversos serviços, comoconsulta e encaminhamento para vagas de emprego, além de informações sobre os projetos de capacitação profissional da STDS; cadastro do empreendedor individual, declaração para microempreendedor; emissão de RG, CPF e Carteira de Trabalho e inscrição no Cadastro Único. Além disso, foram disponibilizadas orientações médicas e fisioterápicas; informações e acolhimento para dependentes químicos e familiares; e esclarecimentos sobre práticas de redução de danos. Houve ainda cortes de cabelo na Tenda da Beleza e aula show na Tenda da Gastronomia, organizada pela Escola de Vida, Sabor e Arte (Evisa), com direito à degustação de produtos.

O Dia do Trabalhador foi promovido pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), em parceria com as secretarias estaduais de Justiça e Cidadania (Sejus), de Saúde (Sesa), de Políticas sobre Drogas (SPD); Sine/IDT; secretarias municipais de Trabalho, Desenvolvimento Social e Combate à Fome (Setra), de Desenvolvimento Econômico (SDE), de Saúde (SMS), Rede Cuca; além da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRT/CE), entidades do Sistema S (Sesi, Sest/Senat e Senai), Instituto Euvaldo Lodi (IEL/CE), Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/CE) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran/CE)
.

Deputados avaliam resultado de votação

Na avaliação do presidente da Camara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), o resultado da votação foi fruto de muito diálogo do governo ( Foto: Agência Câmara )
00:00 · 28.04.2017 por Ana Carolina Curvello - Sucursal
Brasília. Por 296 votos a favor e 177 contra, a Câmara dos Deputados aprovou, na madrugada de ontem, o Projeto de Lei da Reforma Trabalhista (PL 6787/16 do Poder Executivo), que prevê mudanças na CLT e na relação do patrão com o trabalhador. A matéria seguiu para votação no Senado Federal.
LEIA MAIS
Na avaliação do presidente da Camara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), a votação foi positiva e o resultado foi fruto de muito diálogo do governo.
"Nas últimas semanas, tivemos muitos problemas nas votações e o resultado poderia ter sido menor, sem a reorganização do governo", disse.
Apesar da aprovação do texto, o número de votos favoráveis não agradou a base governista, que vai precisar de, no mínimo, 308 deputados na votação da Reforma Previdenciária, prevista para segunda ou terceira semana de maio, segundo informações de Rodrigo Maia.
"Temos a obrigação de continuar conversando, dialogando, para que a gente possa chegar no mês de maio, prontos para votar a Reforma da Previdência e com número suficiente para que a gente aprove a Reforma", informou Rodrigo Maia.
O líder do governo, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), garantiu que vai manter o diálogo e buscar o apoio de parlamentares contrários à Reforma da Previdência. "Conseguimos modernizar uma legislação que atrapalhava o País e agora precisamos aprovar a da Previdência para manter as contas do governo funcionando", disse.
Para o líder da Minoria na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), o resultado da votação das mudanças trabalhistas mostra que o governo de Michel Temer não tem apoio para aprovar a Reforma da Previdência.
"Ouvi deputados falando que votariam a favor da Reforma Trabalhista e contra a da Previdência. Tenho certeza que a proposta não será aprovada no Senado", afirmou.
O deputado Danilo Forte (PSB-CE), que votou favorável a proposta da Reforma Trabalhista, reforçou que "a solução da crise no Brasil passa pelas reformas, a classe política não pode se acomodar e camuflar a situação critica que o país está vivendo"
Greve Geral
Em oposição às duas Reformas, movimentos sociais e centrais sindicais mobilizaram uma greve geral para hoje. Milhares de trabalhadores anunciaram que vão aderir à paralisação em diversas cidades.
Sobre a grande paralisação nacional, o líder Aguinaldo não mostrou preocupação.
"É um direito democrático de se manifestar, mas estamos preocupados em trabalhar, e o governo estará muito tranquilo em relação a isso", afirmou.
Para Maia, o protesto dos trabalhadores não contribui para a retomada do crescimento econômico do Brasil.
"Reequilibrar o estado brasileiro é uma questão de racionalidade, porque precisamos controlar os gastos públicos. Respeito qualquer movimento, mas acho que o Brasil vive uma crise muito grave para que a gente fique gerando uma desestabilização que não é boa" criticou.

Deputado defende inclusão de vários outros municípios

O deputado Sérgio Aguiar (PDT) relatou ontem, em discurso na Assembleia, ter participado, na última segunda-feira, de audiência pública onde foi tratada a nova delimitação do semiárido cearense. "Uma portaria interministerial fez com que houvesse no nosso Estado a delimitação do semiárido pautada em duas características fundamentais", contou.
A primeira, conforme apontou, foi a aridez do solo e a de maior importância, que não houvesse no inverno índice pluviométrico maior do que 800 milímetros anuais, que é a média histórica. "Nós vimos que o utilizado quando da formatação da Sudene, que denominou o polígono das secas, onde políticas foram feitas no sentido de desenvolver a nossa região, trouxe essa nova delimitação".
Tendo em vista um prejuízo acarretado por parte da exclusão de 34 municípios, inclusive a Capital, ele contou que muitos dos recursos financeiros advindos do Fundo Constitucional do Nordeste ficaram impossibilitados de serem repassados.
"Ano passado quando votamos aqui proposta de melhoria salarial para a categoria de servidores da Funceme não sabia, confesso, o bem que fazia à sociedade cearense. O estudo realizado por aquela instituição será determinante para trazer esse aumento do número de municípios cearenses no semiárido".
O pedetista contou que a Funceme realizou estudo baseado na média histórica que anteriormente era apenas de 1961 a 1990 como parâmetro para definir a quadra histórica, quando muitas vezes não se tinha sequer um pluviômetro por Município.
"Agora, com seus 554 postos de observação, que são os pluviômetros instalados em boa parte dos territórios dos municípios cearenses, temos a oportunidade de apresentar novo estudo atualizado, baseado em dados de 2016, que fazem que tenhamos uma atualização da portaria e, com isso, fazer com que, de cara, dentro dos critérios aplicados atualmente, possamos incluir 07 dos 34 municípios cearenses", acrescentou.
Relativamente aos outros municípios ele apontou que apresentaram a mesma característica, embora um ou outro se caracterize ainda como clima sub-húmido, com isso, não tendo ainda a condição de ascender como Município encravado no semiárido, por isso ele defendeu ações para tratar da inclusão deles.

PSB destitui Danilo Forte de presidência do partido no Ceará por reforma trabalhista

Danilo
Danilo Forte comandava o PSB no Ceará desde 2015
A direção do PSB começou a punir nesta quinta-feira (27) os deputados que votaram contra a orientação da Executiva Nacional e ajudaram a aprovar o projeto da reforma trabalhista na Câmara. Por decisão do presidente da sigla, Carlos Siqueira, perderam as presidências estaduais os deputados Danilo Forte (CE), Fabio Garcia (MT), Maria Helena (RR) e a líder da bancada, Tereza Cristina (MS).
 
A destituição dos parlamentares por decisão monocrática foi possível porque eles presidiam comissões provisórias do partido em seus Estados e não foram eleitos pelos diretórios. A direção do partido entendeu que, ao desobedecer uma determinação para o fechamento de questão contra as reformas previdenciária e trabalhista, os deputados desafiaram uma decisão tomada pelo conjunto que compõe a Executiva Nacional. Com a destituição dos quatro presidentes estaduais, cai toda a comissão provisória que representa o PSB no Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Roraima.

> Saiba como votaram os deputados federais do Ceará no projeto da reforma trabalhista
 
Dos 30 deputados do PSB que votaram na sessão desta madrugada, 14 se mantiveram fiéis ao governo Michel Temer, entre eles o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, que foi destituído do cargo exclusivamente para garantir voto ao Palácio do Planalto. Tereza Cristina orientou a bancada a votar contra o projeto, mas acabou votando a favor da medida.
 
O Conselho de Ética do PSB já começou a receber representações contra os deputados que não seguiram a ordem do partido na votação. O estatuto da legenda prevê punição que vai de advertência a expulsão. Os quatro punidos hoje, 27, já foram comunicados da decisão de Siqueira.