blog

blog

terça-feira, 16 de maio de 2017

Deputados do PSD e PMB não são da oposição

Os deputados estaduais do PSD e do PMB, na Assembleia Legislativa do Ceará, continuarão atuando conforme seus interesses sem serem punidos pelas respectivas direções estaduais. Isso porque os partidos ainda não fecharam questão quanto ao posicionamento deles em relação ao apoio ao Governo do Estado, diz o presidente estadual do PSD, deputado Domingos Neto. O PMB é presidido pela mãe de Domingos, a ex-prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar.
Atualmente, o PSD faz parte de um bloco partidário com o PMB e o PMDB. A bancada defende a tese de oposição à gestão atual, porém, metade de seus liderados faz parte da base governista na Assembleia e vota de acordo com as orientações da liderança do Governo.
No PMB, enquanto Bethrose é governista, Odilon Aguiar é um dos principais críticos da administração atual. Já no PSD, enquanto Roberto Mesquita está praticamente todos os dias criticando as ações do Governo, Gony Arruda segue votando favorável a todas as matérias oriundas do Palácio da Abolição.
Osmar Baquit, que também é membro da sigla, foi mais além e é o atual secretário de Pesca e Aquicultura do Estado. De acordo com Domingos Neto, esses deputados que continuam na base do Governo foram eleitos votando em Camilo Santana, em 2014. Segundo disse, seria necessário fazer todo um trabalho de convencimento dos mesmos para aderirem a uma decisão de oposição na Casa. "Eles não estão incoerentes porque votaram no Camilo. Estamos redesenhando a nossa base, e, naturalmente, existe um processo de conquista para uma nova chapa a ser lançada em 2018", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário